Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

Efeito Borboleta..

E, se cada ato que você fizesse hoje, mudasse seu futuro? E se a realidade fosse uma argila que pode ser moldada em cada pensamento, em cada decisão? E se todos fossemos conectados como duas pedras lançadas no lago e com as ondas se cruzando e se alterando mutuamente? E se você pudesse voltar no passado e reescrever sua história? O que você faria?

Estas questões são levantadas no extraordinário filme “Efeito Borboleta” (Butterfly Effect,2004), um filme norte-americano, lançado em 2004 de ficção científica/drama, com Ashton Kutcher, Melora Walters, Amy Smart, Eric Stoltz e outros atores da New Line Cinema. O filme foi dirigido e escrito por Eric Bress e J. Mackye Gruber.

Em um roteiro não menos do que brilhante somos levados a conhecer a história de Evan Treborn. Na verdade, o roteiro dinâmico nos lança diretamente a uma inquietante cena aonde o personagem desesperadamente em fuga refugia-se em um escritório e debaixo da mesa começa a ler uma folha de papel amassado como se isto pudesse evitar a chegada dos vigias. E no exato momento que estes arrombam a porta a imagem estremece e a realidade se altera... a intrigante história de Evan apenas começou.

Nesta trajetória conheceremos os melhores amigos, os inimigos, e a vida de Evan. No entanto, sua vida é conturbada com mistérios inexplicáveis. Estas situações vão perturbando Evan até que ele compreende que como seu pai, ele possui um dom inacreditável: O efeito borboleta!

Efeito borboleta é um termo que se refere às condições iniciais dentro da teoria do caos. Este efeito foi analisado pela primeira vez em 1963 por Edward Lorenz. Segundo a cultura popular, a teoria apresentada, o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo. Porém isso se mostra apenas como uma interpretação alegórica do fato. O que acontece é que quando movimentos caóticos são analisados através de gráficos, sua representação passa de aleatória para padronizada depois de uma série de marcações onde o gráfico depois de analisado passa a ter o formato de borboleta.

Compreender seu dom e as implicações dele é o desafio de Evan e o levará a uma encruzilhada torturante aonde ele deverá tomar uma decisão quase impossível!

Explicar mais seria desfazer todo o efeito que este roteiro genial tem a oferecer. Costumo ser um tanto quanto crítico em relação a filmes, primeiro porque adoro cinema, segundo porque já vi filmes bons demais para aceitar filmes medíocres, terceiro porque sigo o conselho do Marcelo Tas que nunca esqueci: “Não perca tempo vendo filmes ruins, não perca duas horas de sua vida vendo algo que não presta”!

Posto isto posso afirmar sem erro, que efeito borboleta é um dos melhores filmes que assisti. O roteiro é impecável, os atores não atrapalham (E olha que Ashton Kutcher não me convence, mas está bem neste filme), a direção é dinâmica e bem feita e até a trilha sonora com direito a música pop (O que eu geralmente DETESTO), caiu muito bem no filme. A canção no caso é “ Stop Crying Your Heart Out” do Oasis, que inclusive estou ouvindo enquanto escrevo este post.

Concluindo amigos e amigas visitantes da Panacéia Essencial o que você deve saber sobre este filme é que, se ainda não assistiu, pare tudo e corra para a locadora! Raramente um filme vale cada segundo e este é o caso de Efeito Borboleta!

A propósito, infelizmente, esta história gerou continuações cada vez piores, não perca tempo com elas. Efeito Borboleta é um “filme highlander” ou seja, só pode haver um..

Nenhum comentário:

Postar um comentário