Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

quinta-feira

Dead Can Dance

Dead Can Dance é uma banda composta por contralto, Lisa Gerrard (vocalista), barítono, Brendan Perry (guitarra), Paul Erikson e Simon Monroe, formada em Melbourne, em 1981, na Austrália.Em 1993, lançam o Cd “Into the Labyrinth”, o primeiro álbum da banda a ser editado nos EUA, tornando-se um sucesso, também, na Europa.]

Tive contato com o trabalho deste grupo em 1994. E assim como o Clannad, acabou servindo de trilha sonora para várias sessões de RPG (Role Playing Game – Jogo da Interpretação de Personagens). Se o Clannad já havia sido um choque, o que dizer do som inclassificável deste grupo?

Dead Can Dance não se aproximava de nada que já ouvira antes. A primeira vez que os ouvi foi uma “experiência musical - criativa”, a proposta foi mesmo de ouvir em alto volume, luzes apagadas, para sentir os efeitos do som do Dead Can Dance sobre a criatividade na criação de RPG para AD&D (Advanced Dungeons & Dragons). Foi impressionante. Ao som do DCD tramas se desenrolaram imediatamente, imagens saltaram aos olhos da mente e várias seqüências de ação foram definidas.

A música do grupo é uma feliz conjunção de vários elementos conceituais e musicais. Seus músicos dominam vários instrumentos , tanto antigos quanto contemporâneos, de várias culturas. Não obstante, não se prendem a antigas canções folclóricas, seus integrantes compõem várias canções inéditas, fazendo uso de todo o arcabouço cultural que conseguem arregimentar. Além disso, os líderes Lisa Gerrard e Brendan Perry são muito carismáticos, e especialmente Lisa, possui um domínio de palco que é fascinante. A voz de Lisa é das coisas mais estranhas e ao mesmo tempo agradáveis que já ouvi.

Infelizmente, só pude acompanhar suas performances por CD, e vídeos de um show ao vivo “Toward the Within” gravado durante uma turnê pelos EUA e Europa (Aonde captei todas as virtudes deste extraordinário grupo), e alguns videoclipes (tão estranhos quanto interessantes), pois, quando realizaram um único show no Brasil em 96 não pude assistir.

Separados em 1999, o DCD retomou suas atividades em 2005 e até aonde sei continuam juntos. Sugiro a todos que procurem vídeos no YouTube e poderão comprovar tudo que escrevo aqui e vislumbrar ainda mais do que fui capaz de transmitir. Tenho certeza.

Álbuns:

  1. Dead Can Dance, (1984)
  2. Spleen and Ideal, (1985)
  3. Within the Realm of a Dying Sun (1987)
  4. The Serpent's Egg, (1988)
  5. Aion, (1990)
  6. Into the Labyrinth, (1993)
  7. Toward the Within, (1994)
  8. Spiritchaser, (1996)
Vídeo no You Tube:

Nenhum comentário:

Postar um comentário