Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sexta-feira

Supergrass

Recentemente, a MTV transmitiu um especial sobre o Suoergrass. "Supergrass" – pensei – "Ora, eu bem que deveria postar sobre eles no blog". E cá estou transmutando pensamento em realidade. Em 1997 estavamos cercados por bons lançamentos e um deles era "In it for Money" do Supergrass.

Eu adorei este disco. Ouvi várias vezes. Tempos depois escutei "I should Coco", que gostei também, mas "In it..." é um trabalho mais sofisticado e bem acabado. O que adorava na banda eram as baladas, aquele misto de novo/antigo, uma marca das bandas da época e a irreverência em shows e clips que tinha um "quê" do humor dos Beatles. Eu não apreciava a mítica da relação do nome e drogas, como não admiro esta postura em nenhuma banda, mas, o que importa é a música, seja como for.

Canções mais rápidas, eu também gostava, mas menos. Um tanto mais barulhentos do que gostaria e o vocalista Gaz Coombes não tem exatamente uma voz cristalina, mas funciona para o Supergrass e é isso o que importa.

Embora adore a velocidade e força de Richard III, minha música favorita é "Late in the Day" que considero uma das grandes canções da época.

O Supergrass teve ínicio como a banda "The Jennifers" com Gaz Coombes - então com 16 anos - como vocalista e Danny Goffey, aos 18 anos, na bateria. Suas influências na época eram bandas como Buzzcocks, The Jam, The Kinks e The Who, tiveram boa repercussão e conseguiram lançar um single em 1992 antes de o grupo terminar. Antes do fim, Goffey e Coombes supostamente concordaram em continuar a trabalhar juntos no futuro.

Quando Coombes começou a trabalhar em um restaurante local, desenvolveu uma amizade com Mick Quinn, um colega de trabalho que estudou na mesma escola e tocava em pequenas bandas locais, sem muito sucesso. Os dois notaram interesses musicais comuns e Coombes convidou Quinn para tocar com ele e Goffey. Em fevereiro de 1993, Quinn (baixo), Coombes (voz, guitarra) e Goffey (bateria) formaram o grupo Theodore Supergrass, abandonando a primeira metade do nome pouco tempo depois.

Admito que parei de ouvir CDs inteiros, a partir de "In it..." , por circunstâncias várias, mas sempre é possível acompanhar lançamentos, o fato é que raramente temos muitos amigos que conheçam e curtam a banda.

Outras boas canções foram lançadas durante este período em que perdi o contato com o trabalho deles. Mas, o que importa é que o Supergrass seguiu em frente, se não com imenso sucesso comercial, ao menos com relevância e honestidade.

Fonte de pesquisa: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário