Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sexta-feira

História de Shanti Devi

Eis os fatos tal como se tornaram conhecidos na França:

Em 1953, professores das universidades de Benares e de Luckmar tiveram de se pronunciar a respeito de um caso característico de reencarnação.

Uma garota hindu chamada Shanti Devi , nascida em Delhi em 1943, apresentou desde a mais tenra infância faculdades intelectuais extraordinárias e a recordação muito nítida de uma vida anterior.

Assim que pôde falar , Shanti Devi disse que era a reencarnação da falecida esposa de um homem chamado Lugdit.

Tamanha segurança acabou por impressionar os meios religiosos, que procuraram por toda a Índia o suposto marido da garota. Graças à colaboração dos serviços de estado civil, descobriram em Mutta um comerciante viúvo com o nome de Lugdit, de 54 anos de idade.

O inquérito provou que o comerciante e os pais de Shanti Devi jamais se tinham encontrado e ignoravam até aquele dia as suas recíprocas existências. Levaram a pequena até Muttra e submeteram-na a experiências muito precisas.

Ela identificou imediatamente seu "marido" num grupo de homens, da mesma forma que Joana D´arc reconhecera o Rei Carlos VII, em Chinon.

Ela passeou pela aldeia , indicando antes de lá chegar as praças, ruas, becos e casas típicas, incluindo, naturalmente, aquela em que morara na sua vida anterior.

Reconheceu igualmente os amigos de seu "marido" e este último pediu-lhe que desse pormenores íntimos, que só ele conhecia, da sua defunta esposa. Shanti Devi recordou esses pormenores e o Sr. Lugdit declarou-se completamente satisfeito:

- Ela é, de fato, a reencarnação da minha esposa morta – declarou ele.

Ficou decidido que dali para o futuro a garota partilharia a vida entre o seu "marido" e os seus pais (É preciso notar que Shanti Devi estava na época com 13 anos). Estes fatos extraordinários foram confirmados pelos professores universitários encarregados do inquérito.

Fonte: História desconhecida dos homens- Robert Charroux

Nenhum comentário:

Postar um comentário