Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sexta-feira

Apolônio de Tiana

Apolônio praticamente é um desconhecido da maioria das pessoas, mesmo daquelas que têm uma boa formação religiosa. Parece estranho que uma figura tão relevante não seja citada nos livros que versam sobre religião, somente aparecendo o seu nome em documentos secretos e em alguns poucos livros de ocultismo. Quem foi e que é Apolônio? – Apolônio é uma misteriosa figura que "apareceu" neste ciclo de civilização no início da era cristã (no século I). Os documentos que falam dele geralmente nunca mencionam a palavra "nasceu", e sim ,"apareceu". Isto porque Ele, quando esteve diretamente na terra, manifestava natureza divina. Entre os atributos desta natureza ele apenas tinha um corpo aparente, se apresentava na terra com corpo etéreo, tal como o de Jesus. Em muitos pontos, a vida de Apolônio se assemelha à de Jesus. Até mesmo a sua vinda a Terra foi anunciada pelo Espírito Santo. Alguns documentos antigos afirmam que ele, certo dia, surgiu na terra sem ascendentes, mas, também há documentos que dizem ser ele filho de uma virgem. O sobrenome Tiana é mesmo nome da cidade onde ele primeiro se apresentou na Terra, que ficava na Capadócia. Dotado de uma palavra fácil, eletrizante e convincente, logo depois, se transformou num tribuno. Ao mesmo tempo em que sua fama se popularizava, caminhava pelo resto do mundo dando um exemplo justo, bom e perfeito. Foi um espontâneo defensor dos injustiçados, capaz de praticar os mais arrojados e difíceis atos de bravura. Sua firmeza e energia de propósitos, mesmo diante do perigo, causavam a todos uma coragem estóica. "Ele fora um Deus em forma de Homem!". Apolônio viajou muito no tempo em que esteve na Terra, desde o Egito até a Mongólia, sempre sendo iniciado nas Ordens as quais ele encontrava. Não que precisa-se ser iniciado, pois, já era um Iniciado, mas sim como o próprio afirmou para um sacerdote quando pediu para ser iniciado: "Bem sabes porque não queres iniciar-me. Se o dizes, revelá-lo-ei: o meu crime é justamente conhecer bem melhor do que tu o rito da iniciação. Vim pedir-te por um ato de modéstia, submissão e simplicidade, a fim de que passasses por mais sábio do que eu. Apenas isto!". Logo depois que saiu da sua cidade natal Ele ficou conhecido como um neo-pitagórico. Em Nínive, na Babilônia, encontrou Damis, seu inseparável e fiel discípulo. De lá ambos foram para a terra dos encantos, a Índia, e, percorreram a Mongólia e o Tibet, até que atingiram as colinas do Himalaia. Lá, Apolônio deixou Damis e partiu só para um mosteiro onde Ele tornou-se o "Senhor portador dos oito poderes da Yoga", que era o mais alto Grau dos mosteiros daquela época. neste momento, dizem, uma áurea de Luz Lhe emergiu a cabeça de modo permanente. Depois voltou e se encontrou com Damis e voltaram para a Grécia, onde começou a fase mais intensa de curar doentes, desde do corpo a alma, paralíticos, cegos e até ressuscitar mortos, como aconteceu com uma moça em Roma. (...) O poder dele era tamanho que aonde chegava as guerras eram interrompidas e os exércitos enterravam as suas armas. Também pregava e para ouvi-Lo vinham pessoas de lugares distantes (...) Mostrou o poder das cores, mostrou que tudo na natureza é vibração, fez ver que existe uma polaridade em tudo quanto há, que as coisas podem ser manipuladas pela luz, pelo som e coisas assim. Ensinou o valor das cores, portanto como usa-las nos templos para obtenção de estados especiais de consciência. Ensinou como usar a música, que tipo de música é adequado nas diferentes situações, (...) Ensinou simbolismo, ensinou a linguagem simbólica por meio da qual uma pessoa pode entrar em sintonia com planos superiores, com mundos hiperfísicos. Ensinou como se processam as transmutações na natureza e como conseguir isso, como intervir no astral visando certos resultados. Disse do como captar o poder inerente a cada coisa, a cada cor, a cada forma. Ensinou o poder dos cristais e dos aromas e o como usa-los nos diferentes níveis. Assim estabeleceu formas de ampliação da consciência permitindo que as pessoas possam ter acesso a níveis superiores de consciência independentemente da interferência de forças espúrias. E também trouxe ensinamentos de morais o que atingia em cheio a maioria dos governantes dos locais onde Ele passou. (...)Apolônio sofreu perseguições terríveis culminando com varias condenações, como uma vez em que ele foi preso e a julgamento e falou para Damis e Demétrio esperarem-no em tal dia e tal hora na praia e quando chegou o dia e a hora marcada ele simplesmente apareceu na praia ao lado dos dois, e outra vez foi a de ser estraçalhado por uma matilha de cães ferozes, quando ia ser atacado pelos cães Ele simplesmente sumiu diante da vista de toda uma multidão. Tamanho fenômeno contribuiu ainda mais para fazer crescer o mito sobre a pessoa de Apolônio.Depois da Sua partida, foi escrito um livro com Sua história e com grande parte dos seus ensinamentos, apresentado em forma de um evangelho com oito capítulos.
Fonte: Sites de pesquisa na Internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário