Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

quinta-feira

O Dia do Chacal (The Day of the Jackal) – Frederick Forsyth

“O Dia do Chacal” é um suspense envolvente. De fato, apesar de suas mais de 400 páginas não consegui parar de ler. Isto foi em 95, comecei a leitura e me encontrei totalmente envolvido pelo enredo, as horas passaram e sequer notei. Só larguei o livro com o fim dele, foi exatamente isto que ocorreu! Registro isto, para tentar transmitir o apelo do livro. É evidente que nem todos gostam de livros de alta espionagem e suspense, mas, eu arriscaria dizer que mesmo os menos interessados encontrarão motivos para se divertir com este livro.

E, curioso, nem considero este o melhor livro de Forsyth, deixo esta honra para o “Dossiê Odessa”, mas isto é história para um outro artigo.

A história em si, é esta: O presidente De Gaulle ao descolonizar a Argélia, enfureceu um grupo clandestino que desejoso por intervir convocou um terrível assassino: O chacal!

O Chacal prepara então, no decorrer do livro, todos os passos para realizar o assassinato do presidente De Gaulle. È fascinante acompanhar os preparativos de Chacal(feitos com frieza e maestria), ao mesmo tempo que a Inteligência Francesa com o apoio dos colegas ingleses tentam , desesperadamente, primeiro compreender o que está acontecendo e então, impedir o atentado.

Conseguirá o Chacal realizar seu intento ou será detido pelos investigadores da Inteligência Francesa? Esta questão nos acompanha fazendo ler vorazmente página após página para conhecer o próximo desenrolar dos fatos.O Dia do Chacal é um excelente livro de suspense. Mais do que recomendável. Não deixem de ler.

E lembrem-se:

Quem lê um livro comunga com a alma deste, e desta comunhão renova a sua própria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário