Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

quinta-feira

Gírias 2

Gírias Baianas

A locé: como bem quer

A par de: do lado

A toque de caixa: imediatamente

Abrir o chambre: fugir

Acompanhar farrancho:meter-se em complicações

Alcaides: coisa fora de moda, ruim

Alodê, arigofe, pau-de-fumo: homem muito preto

Aprontar-se: trocar de roupa para fazer alguma coisa

Aqui d'el-rei: socorro

Armar-se cavalheiro: tomar coragem

Azuretado: confuso

Babaquara: senil

Bacuejo: meio banho de asseio

Gírias Mineiras

Abano: denominação particular dada à peneira sem furos, cuja destinação é soprar cereais, limpando-os de resíduos, como palha, cascas, terra. A peneira de sessar tem o pano crivado de furos, que tem diâmetros variáveis, segundo a função específica.

Agaravios: apetrechos, coisas, armas e implementos destinados ao seu porte.

Aleijo: deformidade fisica, aleijão

Bacurim: o leitão que ainda amamenta

Barango: diz-se de pessoa ou de coisa de mau gosto, barata, fora de moda, cafona

Beira-mar: cantiga de canoeiros, ao compasso das vogas ou dos remos, no rio Jequitinhonha.

Bembeu: pessoa raquítica, mirrada; bezerro enjeitado

Bistontado: adoidado. Sinônimos populares mais comuns: amalucado, biruta, desequilibrado, da bola virada (ou virado da bola), detraquê, fraco da idéia, gira, pancada, perturbado, pirado, tantã, ter um parafuso de menos ( ou uma telha quebrada), zoró, zoronga, zorongado, zorongo, zureta.

Bololô: confusão, briga, dificuldade

Bonserá: casa de cômodos, cortiço, habitação coletiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário