Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sexta-feira

Yeti, o Abominável Homem das Neves

A lenda do Yeti. também conhecido como Abominável Homem das Neves, é um dos grandes mistérios ainda não resolvidos pelos cientistas. Apesar do nome (Abominável Homem das neves), supõe-se que ele seja gentil e tímido. A expressão "O Abominável Homem das Neves" é uma tradução do termo Metohkangmi, que significa homem da neve suja, e surgiu em 1921, quando um jornalista correspondente cobria a primeira expedição inglesa a explorar a região do Everest. Na ocasião, seis alpinistas e 26 sherpas (carregadores nepaleses) viram pegadas de um Yeti. Claramente não se tratava de traços de ursos, cabras ou leopardos da neve. Yeti é o nome ocidental para uma criatura que supostamente vive na região do Himalaia . O nome deriva do Tibetano yeh-teh . Eles seriam descendentes de um rei macaco que se casou com uma ogra. Algumas pessoas dizem que ele é um parente do Bigfoot (Pé-grande), outra criatura misteriosa, que viveria nos Estados Unidos . Até hoje, ninguém conseguiu uma prova da existência do Yeti, embora muitos rumores tenham sido registrados. Sabe-se que os tibetanos contam lendas sobre um macaco gigante desde o quarto século antes de Cristo. O governo nepalês declarou oficialmente, em 1961, que o Yeti existe. Descrição: primata peludo com até três metros de altura, de pelagem marrom ou preta com manchas brancas. Há rumores de que ele cheira muito mal e de que gosta de bebidas alcoólicas. Habitat: cordilheira do Himalaia, Ásia. N. A. Tombazi, um aventureiro, diz ter encontrado um Yeti em 1925. Ele descreve suas pegadas como similares a de um homem, com medidas de 17 centímetros de comprimento por 10 cm de largura. As marcas dos cinco dedos estavam perfeitamente claras, apesar do calcanhar não estar muito definido. De acordo com Tombazi, as marcas eram de um bípede. Diversos cientistas, chamados de criptozoologistas, passam suas vidas pesquisando e procurando provas para que os mitos saiam dos livros de ficção e entrem de vez nas enciclopédias científicas. Eles ainda não conseguiram provar a existencia do yeti, apesar de existir algumas provas. Os cientistas acreditam que o Yeti seria um Gigantopithecus bilaspurensi, um primata que viveu na região entre 6 a 9 milhões de anos atrás ou até mesmo o urso azul do Tibet, a subespécie mais rara do mundo
Fonte: Sites da Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário