Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sexta-feira

Donnie Darko

Bizarro e brilhante. Não há melhor definição para este filme.
Na mesma linha de David Lynch (Twins Peaks,Veludo Azul, EstradaPerdida...), Donnie Darko é um filme que nos força a olhar aestranheza de frente, enfrentar horrores subconscientes, imagens aleatórias, humor negro, e drama psicológico que força o espectador em suas entranhas mentais (Você se incomoda, mas não entende bem por quê, algo dentro de você é cutucado e se mexe e você não consegue compreender) até quase quebrar e talvez, em alguns casos quebre. Manter a sanidade é responsabilidade de cada um , se envolvendo mais ou menos na história.
A história em si, trata de Donnie Darko, um adolescente de classe média, que sofre de sonambulismo. Sonâmbulo, ele sai de casa e enquanto perambula pelas ruas uma turbina de um Boeing (!) cai em sua casa, especialmente em seu quarto (!) . Justamente, após escapar com vida deste fim trágico é que se inicia o tormento de Donnie que passa a ter alucinações com um coelho de pelúcia gigante e de aparência sombria (É, doente mesmo.) que o instiga a realizar "ações" e vem para anunciar a ele que o mundo irá acabar em menos de um mês.
Esta viagem se torna complexa, envolvendo viagem no tempo, humor negro, crítica ácida, e efeitos especiais. Entramos num labirinto do minotauro guiados por um inseguro fio de Ariadne sustentado pelo protagonista e podemos ou não voltar desta viagem que é, traduzindo conseguir ou não entender o próprio filme. A direção desta estranha experiência é do cineasta Richard Kelly, o filme foi produzido pela Flowr Films de Drew Barrymore ( que faz coisas melhores na vida do que interpretar "panteras" no cinema) e Donnie é interpretado talentosamente por Jake Gyllenhaal.
Assisti com minha família a "Donnie Darko" num desses "Corujões" da vida, (alguns dos melhores filmes que se pode assistir, na tv aberta, são de madrugada) e, acredito saímos do labirinto (entendemos o filme) , mas um trabalho tão ousado e criativo não tem uma explicação cartesiana. Cabe a cada um ter sua saída, sua interpretação do que aconteceu, e este é justamente um dos maiores atrativos do filme. Cada um tem sua própria interpretação o que faz com que o filme instigue o dialógo (o que aconteceu com minha família, ainda hoje, podemos debater a respeito do filme, pois, nada nele é simplesmente conclusivo).
É realmente fascinante assisti-lo acompanhado, sem dúvida, irá proporcionar um debate interessante. Esta será uma viagem alucinante, além de empolgante também.

Um comentário:

  1. Nossa! Fiquei arrepiada só de ler.
    Estava escrevendo uma história e pensei em um coelho cinza de pelúcia e fui catar alguma imagem, e olha o que apareceu!...
    Para ser sincera, tenho medo dessas coisas e crio umas neuroses muito loucas (e irreversíveis) se algo me "traumatiza".
    De fato, tenho medo dessas coisas bizarras (oi, coelho!), grandes e com características físicas estranhas.
    Mas devo dizer que estou sentindo um comichão de curiosidade sobre esse filme; talvez esse toque sinistro seja atrativo.
    Acho que vou olhar (acompanhada, obviamente... Para discutir no final e para não surtar). XD
    Gostei da descrição que fez.
    Até...

    ResponderExcluir