Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

quinta-feira

Jamaica Abaixo de Zero

Já há algum tempo eu planejava escrever sobre este filme. Assisti pela primeira vez sem muito entusiasmo, admito. Um filme de John Candy(Nunca foi meu humorista favorito)?, um filme da Disney(Todos sabemos que é preciso cuidado...muito cuidado...)?, um filme sobre a Jamaica(Nada contra, mas na época, não era um atrativo em si)?,um filme com trilha sonora de Jimmy Cliff?(Idem), uma comédia(São raras as boas comédias...)?

Apesar de todas estas reservas, eu não tinha nada para fazer e como havia recebido gratuitamente uma fita de vídeo gravada por um amigo com outros dois filmes sendo que um era um faroeste (o que detesto) e outro um filme incompreensível e monótono das arábias, resolvi me aventurar nesta típica "sessão da tarde" na Jamaica. Bem, o que ocorreu a seguir foi que ao final do filme eu percebi que , às vezes, vale a pena se aventurar numa "sessão da tarde" com cara de "furada".

Vejam a sinopse:

Nas Olimpíadas Irwin Flitzer (John Candy) desgraçou a si mesmo quando colocou pesos extras no seu time de trenó, fazendo com que ele tivesse de devolver sua medalha de ouro.

Alguns anos depois, Derice Bannock (Leon), um jamaicano filho de um antigo amigo de Irwin, fracassa para se classificar como velocista para a prova de 100 metros nas Olimpíadas, por causa de um estúpido acidente. Mas quando Derice descobre que Flitzer também vive na Jamaica, ele decide ir para as Olimpíadas de qualquer jeito, não como um corredor mas liderando uma equipe de trenó.

Após alguns problemas iniciais, é então formada a primeira equipe de trenó da Jamaica, que ruma para Calgary, Canadá, onde se realizam os Jogos de Inverno.Em uma temperatura bastante baixa, Derice, Sanka (Doug E. Doug), Junior (Rawle D. Lewis) e Yul (Malik Yoba) são zombados por todos, pois ninguém imagina que um time de trenó da Jamaica comandado por um treinador desacreditado seja sério. Mas uma equipe cheia de autoconfiança pode causar surpresas nos Jogos que estão por vir.

Pois bem! Todos os atores estão afinados em seus papéis que, diga-se foram muito bem elaborados(o roteiro é baseado numa história real, não sei até que ponto os personagens são verossímeis) e quase imediatamente conquistam pela suas personalidades peculiares e complementares. Um grupo de personagens carismáticos. John Candy não compromete e pelo contrário contribui para equilibrar o filme nos seus momentos de comédia e drama(É um Candy a conta-gotas e controlado ele é bem melhor).

O roteiro é o fundamental no filme. Equilibrado. Alia a dinâmica de uma ação constante, com momentos mais tranqüilos de emoção. Humor e drama também estão bem balanceados, o que é muito difícil de obter como resultado.No fim, você está sorrindo com as situações porque, afinal, se trata de uma comédia, mas está emocionado também, porque não é apenas uma comédia. É também uma trama envolvente com dramas pessoais reais e uma história convincente de coragem, determinação, fé e superação.

E, quando a canção "I Can See Clearly Now", de Mr. Cliff aparece ela é complementar e agradável (tudo bem, que descobri que a canção não é dele e sim de Johnny Nash). De qualquer forma, passei a observar com mais simpatia o trabalho dele e gosto muito desta canção. Por todos estes motivos recomendo este filme na Panacéia do Cinema, com certeza , uma recomendação certeira para os que apreciam um filme leve, agradável e nada tolo.

You Tube:

http://www.youtube.com/watch?=dusWu69e49I&feature=PlayList&p=09EE8F2A2B1CA92A&playnext=1&playnext_from=PL&index=48

Um comentário: