Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

Oscar Wilde

Oscar Wilde é um dos meus escritores favoritos. Ele foi criado numa família protestante, estudou na Portora Royal School de Enniskillem e no Trinity College de Dublin, onde sobressaiu como latinista e helenista. Ganhou depois uma bolsa de estudos para o Magdalene College de Oxford, da qual saiu em 1878. Um pouco antes havia ganhado o prêmio Newdigate com o poema "Ravena". Passou a morar em Londres e começou a ter uma vida social bastante agitada, sendo logo caracterizado por suas atitudes extravagantes.
Foi convidado para ir aos Estados Unidos a fim de dar uma série de palestras sobre o movimento estético por ele fundado, o esteticismo, que defendia, a partir de fundamentos históricos, o belo como antídoto para os horrores da sociedade industrial. Em 1883, vai para Paris e entra para o mundo literário local, o que o leva a abandonar seu movimento estético. Volta para a Inglaterra e casa-se com Constance Lloyd, filha de um rico advogado de Dublin, indo morar em Chelsea, um bairro de artistas londrinos. Com Constance teve dois filhos, Cyril, em 1885 e Vyvyan, em 1886. O melhor período intelectual de Oscar Wilde é o que vai de 1887 a 1895. Em 1892, começa uma série de bem sucedidas comédias, hoje clássicos da dramaturgia britânica: O Leque de Lady Windernere (1892), Uma mulher sem importância (1893), Um marido ideal e A importância de ser honesto,(ambas de 1895). Nesta última, o ar cômico começa pelo título ambíguo: Earnest, honesto em inglês, tem o mesmo som de Ernest, nome próprio. Escreve contos tais como O Príncipe Feliz e O rouxinol e a rosa, e o seu único romance foi O retrato de Dorian Gray. A situação financeira de Wilde começou a melhorar cada vez mais, e, com ela, conquista uma fama cada vez maior. O sucesso literário foi acompanhado de uma vida cada vez mais mundana. Suas atitudes tornaram-se cada vez mais excêntricas, o que lhe gerou prisões e julgamentos culminando em sua derrocada social e melancólico fim. A obra de Oscar Wilde é leitura obrigatória. Wilde escreve com bastante habilidade e imaginação. Seus textos emocionam, cativam, e instigam o leitor desde a primeira linha. Não deixem de conferir.
Fonte de pesquisa biográfica: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário