Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sábado

Calímaco

Foi um poeta, bibliotecário, gramático e mitógrafo grego, que viveu entre 310 a.C. e 240 a.C.

Nascido em Cirene (atual Shahhat, Líbia), Calímaco foi educado em Atenas. Após um período em que ensinou gramática, em Elêusis, transferiu-se para o Egito onde, ao longo de seus últimos vinte anos de vida, esteve a serviço dos reis Ptolomeu Filadelfo e Ptolomeu Evérgeta.

Tendo se tornado chefe da Biblioteca de Alexandria, criou um catálogo das obras existentes naquela biblioteca - os Pinakes - com autores por ordem alfabética e com breve biografia de cada um deles.

Alguns dos mais importantes poetas e gramáticos gregos foram seus alunos. Seus epigramas estão entre as grandes criações do gênero, e seus poemas elegíacos foram, mais tarde, elogiados e utilizados como fonte de inspiração por gregos e pelos poetas romanos, Caio Valério Catulo, Públio Ovídio Nasão (43 a.C. - 18 a.C.) e Sextus Aurelius Propertius (43 a.C. - 17 a.C.).

Calímaco tinha uma visão muito especial da Literatura, o que o tornou um dos máximos expoentes do Helenismo. Sustentava, também, uma particular concepção de epopéia, sobre a qual polemizou com seu discípulo, Apolônio de Rodes. Por outro lado, era antiaristotélico, contestando a unidade, a perfeição e a extensão defendidas pelo filósofo.

De suas mais de 800 obras, apenas 6 hinos, 64 epigramas e fragmentos (de papiros) de outros livros chegaram até nós, dentre elas:

* Sobre a cabeleira de Berenice [2] (poema dedicado à rainha Berenice)

* O banho de Palas (hino)

* Epigramas (conhecidos 63 intactos)

* As origens (poema em quatro livros)

* Hecale (curta obra épica)

* Epopéia sobre Teseu

* Aetia (coleção de lendas gregas em versos elegíacos)

Um comentário:

  1. Ouvi dizer que Calímaco também fora arquiteto. Responsável pela criação de adornos muito usados pelos gregos e pelos pedreiros góticos na Europa nos Séc. XVII e XVIII.

    ResponderExcluir