Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

LARKIN POE - IRMÃS, PAIXÃO E ROCK'N ROLL


A necessidade de expressão é recorrente da alma humana e o desenho criativo embora concordante não possui sempre a mesma forma. Tal como o oceano que em si é uma unidade, mas que não repete suas ondas nossa angústia criativa é latente. Latente, intuitiva e passional. E com essas características precisas se fez surgir no cenário musical o rock’n roll.


A necessidade de ser emocional e potente como o blues, criativo como o jazz, popular como o country, mas com a urgência e paixão ardentes dos jovens. E não necessariamente na velocidade da canção, mas sim, na sua ousadia passional, nos temas e no desespero de viver antes que a vida acabe.
Após o surgimento inicial, a premissa de nascimento se alterou em uma miríade de alternativas e novos desenhos criativos foram criados com o passar dos anos nas mentes de artistas que se tornaram lendas. Mas na mais estranha forma que seja permanece a essência: paixão, urgência e criatividade. Que cativam ainda, em suas diversas formas. Mas quanto mais próxima da naturalidade e paixão melhor. O rock soa mais profundamente, feliz em sua identidade, e poucos conseguem realizar esse “feeling”.


Das mais notáveis bandas que tenho escutado se destaca a LARKIN POE , formada pelas irmãs Rebecca e Megan Lovell .  Sejam em reinterpretações reverenciais de grandes clássicos do rock ou do blues ou com suas próprias canções, as irmãs trazem na voz e nos instrumentos tudo o que fez do rock o que é , e que, não deve deixar de ser.



Rebecca e Megan Lovell começaram suas carreiras musicais em 2005 ainda adolescentes formando o grupo “ Lovell Sisters”, neste grupo contavam com a participação de sua irmã mais velha, Jessica Lovell. Gravaram dois álbuns independentes e se lançaram na estrada durante quatro anos com participações em eventos como em A Prairie Home Companion de Garrison Keillor, o Grand Ole Opry e e Bonnaroo Music Festival . Porém, após esse período as Lovell Sisters resolveram e anunciaram a dissolução do grupo em 2009.  No ano seguinte , Rebecca e Megan se retomaram as atividades como Larkin Poe.  "Larkin Poe" era o nome do bisavô das irmãs.


 

Nos três anos seguintes a Larkin Poe lançou 5 EP independentes, colaboraram em dois álbuns  e na gravação de um DVD de performance ao vivo.  Os trabalhos foram: Spring EP (2010), Summer EP (2010), Fall EP (2010), Winter EP (2010), Thick As Thieves EP (2011), The Sound of the Ocean Sound, uma colaboração com Thom Hell (2013), Killing Time EP uma colaboração com Blair Dunlop (2013).

 
Em 2013, Larkin Poe assinou um contrato de gravação com a RH Music. Após essa assinatura, a banda começou a trabalhar em seu primeiro álbum completo KIN. 

Larkin Poe com Elvis Costello

Em março de 2014, o produtor T. Bone Burnett chamou as irmãs para gravar harmonias e instrumentação no álbum The New Basement Tapes Lost on the River: The New Basement Tapes contava com Marcus Mumford de Mumford & Sons, Elvis Costello, Jim James de My Morning Jacket, Taylor Goldsmith of Dawes (banda) e Rhiannon Giddens. Rebecca e Megan também aparecem no documentário Showtime de 2014 Lost Songs: The Basement Tapes Continued.



Em abril de 2016, as irmãs lançaram seu segundo álbum Reskinned. Eles também tocaram no álbum de Steven Tyler We're All Somebody from Somewhere, que foi lançado em julho do mesmo ano.



Em fevereiro de 2017, Larkin Poe atuou como parte da banda de apoio no tributo MusiCares a Tom Petty em Los Angeles, acompanhando artistas como Jackson Browne e Don Henley.E ainda em 2017 um novo trabalho chega aos fãs em 29 de setembro: “Peach”.



Canções de trabalhos anteriores como “Don´t” , “Trouble in mind”, “Mad as a hatter” e “When god closes a door” podem ser encontrados na rede e valem o esforço da busca. Além do trabalho próprio, elas compartilham na internet várias cover geniais que gravam com total espontaneidade despretensiosa, mas muito bem feita. 

Sendo irmãs já possuem uma sintonia musical e um entendimento de palco que se traduz em um olhar, basta isso, e tudo flui porque se conhecem e confiam uma na outra. É perceptível, interessante e também poderoso. Além disso, é possível ver o quanto as irmãs estão curtindo pelo som que fazem e por estarem juntas.





Se você gosta de música com energia, criatividade e muita paixão não precisa apenas buscar apenas nos antigos ícones. Larkin Poe é atual, poderoso, passional e merece ser conhecido e reconhecido. Venham para as guitarras das adoráveis garotas rockeiras do Larkin Poe!!!..



Nenhum comentário:

Postar um comentário