Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

A (L) TITUDE MENTAL




Olhe ao seu redor. Observe o ambiente em que está neste momento. Como você o vê? A vida segue uma dinâmica tão intensa que somos levados de um lado para o outro muitas vezes sem controle da situação, corpos ao sabor das ondas de acontecimentos, situações e locais. E a movimentação contínua desta “roda-viva” anestesia nossa percepção.

E quando você menos percebe a vida se tornou automática. Você se resume às percepções básicas: trabalhar, alimentar e descansar. E com o tempo você esquece-se de cumprir um papel na vida porque deixou de senti-la, deixou de atuar sobre ela. 

Pare. Pense. Quem é você? Responder a esta questão pode ser algo surpreendente e perturbador se levada a sério. Mas é apenas voltando-se para si mesmo que você pode se observar ao invés de apenas observar os outros e esta diferença que irá lhe dar uma nova a(l)titude mental.

Observem altitude e atitude. Altitude é estar elevado, acima observando todas as questões sobre um ponto de vista diferente. O mundo parece muito pacífico e belo visto do alto e, no entanto é o mesmo mundo. O que mudou foi à perspectiva. Altitude mental é termos um pensamento superior que nos permite relativizar o tamanho das dificuldades. Nenhum obstáculo é maior do que você. Quantos obstáculos você acreditou gigantescos, mas que foram superados e pareceram tão menores depois? 

Atitude mental é concentrar-se em solucionar os problemas. Você jamais transforma uma pedra em montanha porque você tem altitude mental e você supera esta dificuldade porque possui atitude mental. 

Uma atitude mental reforça a altitude mental e vice-versa. É preciso parar e lembrar nossa capacidade de pensar, questionar e solucionar a vida. Não somos vítimas das circunstâncias, nós a criamos e definimos muito do que nos acontece. O que devemos ter é uma atitude diferente, atuante e sempre renovando nossa perspectiva das situações.

Com a correta a(l)titude mental não existem obstáculos que não possam ser superados e nem uma trajetória que não possa ser constantemente renovada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário