Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

A cabeça ou a caveira?




“To be or not To be, that´s the question! – Ser ou não ser, eis a questão”!
 Hamlet, Cena III – Will Shakespeare

Quando Will Shakespeare escreveu esta cena antológica certamente não poderia imaginar quão longeva e estudada seria sua obra e provavelmente não se apercebeu o quanto se aprofundava através desta poderosa imagem na psique da alma humana. Ou talvez, sim. Pois, não devemos subestimar o genial bardo inglês.

Em primeiro lugar vejamos a célebre frase: Ser ou não ser? A questão expressa pelo personagem é um símbolo poderoso da escolha. Você pode imaginar que algumas vezes simplesmente não temos escolha, mas analise que para chegar a esta situação antes você teve diversas escolhas que o levaram até o beco sem saída. A vida que você tem com toda a alegria e adversidade que estão nelas foi o que você escolheu ser, e tudo o que sonha em ter e não tem foi o que você escolheu, mesmo inconscientemente, não ser.

No momento em que Hamlet confronta a caveira são colocadas na balança existencial muitos elementos para sua angustiante decisão, assim como, ocorre conosco. Observem: A caveira pertence à Yorick que era um bobo da corte e motivo de muita alegria do príncipe Hamlet quando criança. Quantas vezes frente a uma decisão difícil para o futuro você não sente vontade de voltar-se para o passado? Então aprofundemos a questão para uma escolha entre o futuro e o passado.

Quanto tempo mais você vai decidir que sua vida está enterrada em todos os medos do passado? O passado passou, é uma caveira. A caveira representa o que morreu, acabou. Pode uma caveira decidir o futuro? Não, isto pertence à cabeça. A sua cabeça! Qual será a sua decisão hoje? A cabeça ou a caveira? A coragem ou o medo? Seguir adiante ou cometer os mesmos erros? Ser ou não ser mais do que você é hoje?

Compreenda o simbolismo. O passado não é necessariamente uma caveira assustadora, os medos que você absorveu nele é que são, mas certamente estes medos não podem voltar ou controlar sua vida hoje. Você tem um papel a cumprir com a sua capacidade de decidir e viver. Com sua capacidade de escolher não se prender ao passado. Como ensinou Buda toda a grande caminhada começa com um singelo e primeiro passo. Não tenha medo do passo a ser dado, outros virão com naturalidade e o caminho se tornará claro. O que importa é que você não ficou para trás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário