Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

Esse tal de “KNOW-HOW”




-“Ih, olha com esse tipo de problema é melhor você falar com o Sr. Fulano, ele sabe tudo sobre isso”!

Este tipo de situação que todos já vivenciamos várias vezes demonstra perfeitamente o que é o Know-How. É aquela rara capacidade baseada na experiência de quem conhece tudo sobre o seu trabalho na qual a prática criou nele a flexibilidade do improviso com soluções criativas e eficientes. 

Um funcionário experiente conhece “o caminho das pedras” para solucionar os desafios que surgem no trabalho e que teoria nenhuma poderia prever, ou mesmo a experiência em outras situações poderia ajudar a solucionar porque, por exemplo, os serviços de produção e de administração dentro de uma fábrica, são de igual importância, mas de realidades distintas. Para auxiliar um setor ou outro é preciso ouvir pessoas que trabalham nele e que conhecem sua realidade.

Certamente estamos nos referindo a funcionários que fazem a diferença positiva, não há sentido em valorizar funcionário experiente, mas improdutivo, mas menos ainda em perder um funcionário qualificado e experiente que pode oferecer soluções criativas ou minimizar em qualquer situação criando uma situação de segurança para os iniciantes.

A renovação de funcionários é de grande importância, mas igualmente importante ou ainda mais é a valorização do funcionário de carreira. Funcionários que tenham uma reconhecida contribuição de qualidade e pró-atividade dentro do seu setor oferecendo a melhor tradução dos bons serviços que o setor deseja prestar são inestimáveis. E ainda, tais funcionários são responsáveis pela permanência e desenvolvimento dos bons serviços porque encurtam o caminho dos iniciantes até esse padrão oferecendo a eles a sua experiência.

Como dizem “Know-How” não se compra, se adquire e a não valorização deste diferencial faz com que se perca a clareza, dinâmica e eficiência do trabalho. Porque o caminho percorrido se perde. É como demolir uma casa sendo que faltava apenas colocar o telhado para dar seqüência à construção.

Em suma, a boa gestão de Recursos Humanos que vise obter o melhor desempenho possível dos funcionários em prol do desenvolvimento de seu setor está diretamente ligada, sim, à valorização de todos os funcionários, mas, certamente valoriza com especial atenção aqueles que já oferecem com propriedade e experiência a qualidade de serviços desejada pelos empregadores e seus clientes. Porque este “Know-How” será a referência que minimizará erros e potencializará resultados eficientes e produtivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário