Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

FullMetal Alchemist (O Alquimista de Aço)



Assisti recentemente os 51 episódios da primeira versão do anime Fullmetal Alchemist. Não posso negar que o anime me interessou em algumas coisas, mas também me desagradou em outras tantas. No fim, noves fora, eu digo que gostei afinal. Mas, vamos por partes e compreender tudo at all.

Fullmetal Alchemist (O Alquimista de Aço) é uma série de mangá criada por Hiromu Arakawa e serializada na revista mensal Shonen Gangan desde Agosto de 2001. Recebeu uma adaptação para anime com 51 episódios pelo estúdio Bones, exibidos entre Outubro de 2003 e Outubro de 2004, e o longa-metragem Fullmetal Alchemist o Filme: O Conquistador de Shambala em Julho de 2005.

A história começa em uma pequena cidade do interior, chamada Resenbool, onde vivem os irmãos Edward e Alphonse Elric, filhos de Van Hohenheim (no mangá; Hohenheim da Luz no anime) e de Trisha Elric. Quando eram pequenos, o pai misteriosamente abandona a família. Algum tempo depois, Trisha acaba morrendo devido a uma doença antiga que nunca tratou. Desde então, Edward, o mais velho dos irmãos, passou a culpar o próprio pai pela morte da mãe. Arrasados com a morte de quem tanto amavam, tentam ressuscitá-la, utilizando uma técnica proibida da qual tomaram conhecimento lendo um dos livros que Hohenheim havia deixado em casa, sobre Alquimia. Diz a Alquimia que pode-se conseguir qualquer coisa, desde que se pague o que se deseja tanto com um valor equivalente. 


É a lei máxima da Alquimia, a "Troca Equivalente". Transmuta-se um objeto reorganizando e recombinando as substâncias químicas que compõem o objeto. Como um corpo humano é composto por diversos elementos químicos, em teoria, pode-se criá-lo misturando os elementos certos e em suas devidas proporções. Pondo esta teoria na prática, os irmãos utilizam a receita do livro para trazer a mãe de volta a vida, e, como último ingrediente, acrescentam uma gota seu de sangue, que carrega as lembranças genéticas da mãe. Assim, é quebrado o maior tabu da Alquimia: a Transmutação Humana. Entretanto, os irmãos conseguem reviver apenas o corpo da mãe, sem alma. E por terem praticado a transmutação humana, são levados até a Porta da Alquimia (o Portal), onde o preço do corpo da mãe é cobrado: Edward perde sua perna esquerda, enquanto seu irmão Alphonse perde todo o seu corpo. Edward então sacrificou o seu braço direito em troca da alma do seu irmão, que ele selou (utilizando um selo de sangue) em uma antiga armadura.

Edward usa Automails (próteses mecânicas) implantadas no lugar dos membros perdidos, então os irmãos Elric partem em busca da lendária Pedra Filosofal, a qual, reza a lenda, amplia os poderes de um alquimista e através dela, fazendo com que possam ignorar a lei da troca equivalente, de modo que eles poderiam de alguma forma, recuperar seus corpos. 


Porém, eles não são os únicos interessados no artefato, os Homunculus (seres humanos artificiais), também estão atrás da pedra (apenas neste primeiro anime). Para facilitar a sua busca, Edward entra para o exército, tornando-se um Alquimista Federal (por muitos denominados "cães do exército") com apenas 12 anos e passa a ser conhecido pela alcunha de Alquimista de Aço. Eles ainda cruzam o caminho de Scar, um sujeito de poderes misteriosos que busca se vingar de todos os Alquimistas Federais que encontra pela frente. Em sua jornada, os irmãos Elric descobrirão conspirações e ligações entre o exército e os homunculus.

No Brasil, a primeira série foi exibida no Animax desde 2005, e em 2006 no bloco TV Kids da RedeTV! dividindo o bloco com Hunter x Hunter e Super Campeões, em uma versão com censuras. Os DVDs são distribuídos pela Focus Films, enquanto o mangá é publicado pela Editora JBC.

Em Abril de 2009 começou a exibição de uma segunda adaptação de Fullmetal Alchemist que foi feita pelo mesmo estúdio que concebeu a versão anterior e se chama Fullmetal Alchemist Brotherhood. Foi encerrado em 4 de julho de 2010 contando com 64 episódios.

Alguns dos personagens principais: 


Edward Elric: Junto com seu irmão Alphonse são os protagonistas. Edward torna-se um Alquimista Federal com apenas 12 anos e fica conhecido por todo o país sob a alcunha de o Alquimista de Aço (Fullmetal Alchemist) – nome recebido devido ás proteses mecânicas (automails) que usa por ter perdido seu braço direito e sua perna esquerda. Além disso, Edward usa a alquimia sem precisar fazer círculos de transmutação. Ele também pratica artes marciais sempre que pode, mas costumeiramente perde na briga para seu irmão caçula. Tem como objetivo recuperar o corpo humano de Alphonse e seu braço e sua perna. Para isso, busca com todas as suas forças a Pedra Filosofal. Se irrita facilmente, principalmente quando o chamam de baixinho. Apesar da pouca estatura e do grande senso de humor (as vezes sarcástico), ele é muito persistente e honra sua palavra e seus valores.E sempre protege seu irmão.
Alphonse Elric: Irmão mais novo de Edward. Teve sua alma fixada em uma armadura e por isso é sempre confundido com o Alquimista de Aço. Também por ter sua alma fixada em uma armadura, Alphonse tem uma imensa força física e nunca se cansa. Com um coração muito generoso, é a pessoa que melhor entende o que se passa na cabeça de Edward.
Winry Rockbell: A protética de Edward, conhece os irmãos Elric desde criança. Ela ama mecânica e por isso mesmo se empenha em fazer próteses cada vez melhores, já é conhecida em sua cidade como a mais jovem e bela protética de todos os tempos. Winry perdeu o pai e a mãe em um guerra quando ainda era muito criança e desde então foi criada por sua avó Pinako Rockbell.
Lust (Luxúria): É um homúnculo que tem o poder de alongar suas unhas e usá-los como armas poderosas. Misteriosa e sedutora, ela também está em busca de seu objetivo e elimina friamente qualquer obstáculo que possa atrapalhá-la.Foi morta por Roy Mustang.
Gluttony (Gula): Apesar de ter uma mente infantil, é um homúnculo muito forte que tem como prioridade saciar o seu apetite. Todas as suas ações estão conectadas com a sua vontade de comer. Gluttony está sempre ao lado de Lust e é totalmente leal a ela. No mangá, foi absorvido por Pride.
Envy (Inveja): É um homúnculo frio, sarcástico, impaciente e piadista. Possui a habilidade de se transformar em diferentes animais e pessoas. No mangá, cometeu suicídio após ter sido derrotado por Roy Mustang.
Wrath (Ira): No mangá, Wrath é King Bradley, o líder do exército e da ditadura.Morreu após ser derrotado por Scar.
Greed (Ganância): Muito cobiçoso, não gosta de seguir as ordens de ninguém, preferindo trabalhar por conta própria. Seu objetivo é simplesmente ter tudo: mulheres, dinheiro, poder, servos, etc. Seu poder é o escudo máximo, uma pele de carbono. Após a morte. Um novo Greed é criado no corpo de Ling Yao.Este se sacrifica para destruir o Pai dos Homunculus.
Sloth (Preguiça): Como Wrath, Sloth são duas pessoas diferentes. No mangá, Sloth é o mais forte (fisicamente) e também o mais rápido homunculus, a ponto de não conseguir controlar a sua própria velocidade. Foi encarregado de construir o círculo de transmutação em torno de Amestris.Foi derrotado por Izumi Curtis,Olivier Armstrong,Alex Armstrong e Sig Curtis
Pride (Orgulho): No mangá, Pride é Selim Bradley, filho adotivo de King Bradley. Pride na verdade é um homunculus não-humanóide, e Selim Bradley é apenas o seu recipiente. Sua forma verdadeira pode andar apenas pela Central e pelo túnel construído por Sloth, e sua aparência é idêntica à forma original do Pai dos Homunculus. É o mais poderoso e o mais velho de todos.

Roy Mustang: O Alquimista das Chamas (Flame Alchemist) é o coronel encarregado do Quartel-General do Leste. Seu grande objetivo é subir na hierarquia do exército e, para isso, conta com a ajuda de seu amigo Maes Hughes e de seus subordinados. Também trata com frieza Edward, apesar de gostar muito do rapaz, ele se esforça para testar o pequeno Elric, para ajudar o garoto a melhorar suas habilidades.
Riza Hawkeye: É o braço direito de Mustang, daria sua vida em troca de sua proteção, é uma exímia atiradora. Sua meta é proteger o Alquimista das Chamas haja o que houver pois jura lealdade a ele.Sempre anda com três armas.
Alex Louis Armstrong: É o Alquimista de Braços Poderosos. Apesar de seu tamanho e força, é muito sentimental. Ele sempre se vangloria de seus músculos e traços de suas gerações passadas.
Maes Hughes: É o tenente-coronel encarregado do Departamento de Investigações. Sua família é a coisa mais importante de sua vida e, por isso, vive se gabando de sua linda filhinha Elisia. É grande amigo de Roy Mustang. Um dos episódios considerados mais tristes é o de sua morte. Maes Hughes foi morto por Envy disfarçado de Gracia, mulher de Hughes.
Basque Grand: É o Alquimista do Sangue de Ferro (Iron Blood Alchemist) é o General encarregado do Leste. Seu grande objetivo é possuir a pedra filosofal e criar um exército de Quimeras.
Scar: É um dos sobreviventes do povo de Ishbal e persegue os Alquimistas Federais para se vingar da tragédia que viveu. Sua arma é o seu braço direito, que tem o poder de destruir qualquer coisa que toca. Seu passado é um mistério a ser desvendado.
Jean Havoc, Heymans Breda, Vato Falman, Kain Fuery: Fazem parte da equipe comandada pelo coronel Roy Mustang. Foram encarregados no anime para seguir o general Roy mustang em suas missões e trabalham no quartel general do leste com Roy.

E precisamente acima estão os principais motivos para se gostar do anime. Os personagens e suas personalidades. Armstrong é hilário. Os irmãos Elric, Roy Mustang e Scar e os homúnculos têm uma dose de humanidade, pieguice, e grandes momentos até bem dosada. Outro ponto positivo é o tema em si: Alquimia! 




Troca equivalente (não exatamente um questão alquímica), pedra filosofal, homúnculos…quem leu um pouco a respeito percebe que a trama teve o mérito de levar o assunto ao interesse de um novo público, com muitas liberdades criativas, digamos, mas o tema está lá, e quanto as implicações de ser um mundo alternativo ao nosso com alguns dos personagens interagindo com o cenário da II grande guerra é não apenas interessante, mas muito rico em possibilidades.

Bem que eu poderia ficar sem os digamos “momentos humorísticos” tudo aquilo de gritos, exageros e outras tolices que são instrumentos até típicos da linguagem anime, mas que eu não gosto. E os desenhos também não entusiasmam em momento algum. Pena. Por outro lado tenho que aplaudir a coragem do autor por fazer algumas tramas densas, sombrias mesmo. Fato que levou a uma versão com cortes na TV aberta.


Portanto, no final das contas, temos um tema dos mais interessantes, com personagens que acabam nos conquistando e algumas belas tramas. Nada mal para os dias atuais. Vale conferir..

Nenhum comentário:

Postar um comentário