Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

terça-feira

Lendas Urbanas - Cachecol Macabro

Leniara era uma adolescente pobre, que morava na cidade de Curitiba, num bairro chamado Vila das Torres. Um certo dia, ela estava andado pelo centro da cidade, quando, de repente, viu um lindo cachecol num dos brexós desta rua. Esta peça era enorme, feita com cinco cores diferentes e num ponto especial, onde estavam bordados flores e bichos. Leniara entrou na loja, tocou na manta, e gostou de seu preço acessível, apenas R$ 1,00. Então, ela comprou esta peça e voltou para o seu barraco. Naquela noite, a adolescente teve um pesadelo estranho, sonhou que uma mulher que vestia este cachecol discutiu com um homem, que a enforcou com esta peça.

Leniara acordou suada no meio da noite. No dia seguinte, impressionada com o seu pesadelo, a adolescente deu o cachecol para Tábata, sua irmã mais nova. Mas, quando sua irmã colocou esta peça no seu pescoço, ela teve vontade de vomitar e desmaiou. Então, a garota, rapidamente, arrancou a peça do seu corpo e decidiu dá-la a Sheila, sua melhor amiga. Ao receber este cachecol, Sheila ficou muito contente. Mas ao chegar em seu barraco, esta viu que Jenifer, sua irmã mais nova, estava com uma tremenda dor de garganta.

Assim, ela decidiu passar uma pomada expectorante no pescoço da irmã. E para a pomada executar um efeito mais rápido, ela enrolou o cachecol no pescoço da irmã. Mas, ao fazer isto, Jenifer começou a gemer, a gritar e a falar que o cachecol tinha algo estranho. Deste jeito, Sheila devolveu o presente para Tábata, que o devolveu Leniara.

Desta maneira, Leniara resolveu devolver a manta para o brechó. Mas, ao chegar lá, o estabelecimento estava fechado. Então Renata, a dona da loja ao lado se aproximou falando: - Bom-dia! Este brechó fechou. Assim, Leniara comentou: - Que pena! Eu queria devolver ou trocar este cachecol que só me causou confusão. Ao olhar a peça, Renata se assustou e disse: - Nossa! Este cachecol tem uma história macabra! Intrigada, a adolescente perguntou: - Que história?

Renata contou: - Em Curitiba, no final dos anos setenta, aconteceu um crime muito macabro. Lurdes da Silva era uma mulher muito bonita, casada com Hélio, um homem muito ciumento. Ela tinha uma coleção de cachecóis importados e bonitos. Uma certa noite, Lurdes estava vestindo este cachecol, que você tem em suas mãos, quando, de repente, ela e seu marido começaram a discutir.

Então, num acesso de raiva, Hélio enforcou sua esposa com o seu próprio cachecol, que é, exatamente este que você carrega em suas mãos. Leniara se assustou e perguntou: - A senhora sabe onde Lurdes está enterrada? Renata respondeu: - Ela está enterrada no Cemitério Municipal. Deste jeito, a adolescente foi até o Cemitério Municipal. Chegando lá, ela deixou a peça em cima do túmulo da antiga dona do cachecol e fez uma oração. Na noite deste dia, Leniara sonhou com o espírito de Lurdes agradecendo a sua atitude.

Um comentário:

  1. Oi!
    Me siga que te sigo tmb!

    http://www.etcs.com.br

    Aguardo vc.
    Bjsss,
    Ledha

    ResponderExcluir