Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

Hong Kong Fú! IÁÁÁÁÁÁÁHHH!!!!



"Quem é o super-herói? O Sargento?...Não. Rosemary a telefonista?...Não. Penry o humilde faxineiro?...Pode ser..."

Imediatamente, ouvimos a música tema de Hong Kong Fú (Phooey)! A introdução já é uma piada, é evidente que o herói é o “humilde faxineiro”, só falta uma máscara! Este desenho me divertia muito. E, como para muitos foi um primeiro contato, totalmente atrapalhado com a mítica oriental e de artes marciais já que o desenho em si era mesmo uma sátira a este tipo de filme. Então, digamos assim, Hong Kong Fú foi o nosso “Jackie Chan Canino”, já que seguia a linha de humor que foi consagrada pelo grande mestre Chan.

video
 Abertura clássica do desenho!

E como os personagens de Jackie Chan, Hong Kong Fú e seu alter ego Penry eram muito carismáticos. Aliás, todos os coadjuvantes também o eram. Vejam só:


  • Penry: O faxineiro da delegacia, sempre calmo, desastrado e um pouco "desligado" (porém muito cativante!), tenta fazer um ótimo trabalho na limpeza da delegacia, ao mesmo tempo em que oculta sua identidade de Hong Kong Fu. Em um dos episódios trabalha com pintura.

  • Hong Kong Fu: O Poderoso defensor da justiça da cidade, alter ego de Penry, tem muita boa vontade, e é bem atrapalhado em seus salvamentos. Se transforma em Hong Kong Fu, quando entra na gaveta de baixo de um arquivo, e sai na de cima (que por sinal, sempre emperra). Ele anda no seu Fu Móvel (Phooey Mobile), um carro que parece uma quitanda chinesa, e toma a forma de qualquer veículo ao ser tocado um gongo, de bicicleta a helicóptero

  • China (Spot): é o fiel companheiro de Hong Kong Fu, é um gato listrado, que sempre acaba por tirar o herói de suas enrascadas contra os vilões, enquanto ele está a procura do golpe certo no seu livro de Hong Kong Fu (livro que o herói consulta sobre seus golpes), sem ele mesmo ver, dando a ele a sensação de ter sido o herói. China não é uma gata é sim um gato macho

  • Sargento Flint (Sergeant Flint): É o sargento da delegacia de polícia onde Penry trabalha sempre tenta cumprir seus deveres como policial a tempo, mas quando chega aos locais, Hong Kong Fu, já fez o serviço. Ironicamente o Sargento Flint tem certo menosprezo por Penry, mas um grande respeito por Hong Kong Fu.

  • Rosemary: É a telefonista da delegacia de polícia que nutre um "amor" por Hong Kong Fu, é atenciosa com todos, e uma vez ou outra ajuda o Sargento Flint em suas missões.

O desenho, em si, retrata um jovem faxineiro que trabalha na delegacia de polícia, Penry, que sempre ao ouvir os relatos de Rosemary ao Sargento Flint sobre os vários pedidos de socorro na cidade, discretamente, sai de vista e se transforma no "super-magnífico lutador contra o crime", Hong Kong Fu, um especialista de artes marciais, usando um Kimono vermelho e uma máscara sobre os olhos para manter sua identidade secreta, sai a procura dos bandidos e "super-vilões" da cidade, derrotando-os nas mais variadas trapalhadas possíveis.


O que eu nem desconfiava é que a série só teve 16 episódios, mas, como atingiu em cheio o coração do público é constantemente reprisado a décadas o que faz com que muitos, inclusive eu, acreditassem que o seriado possui mais episódios.

Mais uma curiosa informação: Em 2001, foi produzido para o site do Cartoon Network, mais um episódio de Hong Kong Fu (em Flash), Penry estava do mesmo jeito, porém ao se tranformar em Hong Kong Fu, ganhava poderes especiais, e era muito forte, o episódio se chamou "Hong Kong Phooey 2001".


Hong Kong Fú foi um seriado despretensioso e divertido, uma sátira sem ofensa agregando mais fãs ao universo de aventuras com artes marciais. Vale a pena conhecer ou rever..

Fonte de pesquisa: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário