Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

terça-feira

A Muda


A muda não muda!
Quiçá, mudasse se tivesse o gênio mudadiço...
Mas, não me queiram mal as mudas.
Estas mudas, a que me refiro, são daquelas que falam
até quando de nada ajuda!

Se a muda não atormenta, há mudez que faz relampejar o céu
e até o chão esquenta!
Pois, se a ira faz da dançarina uma estátua fria,
também traz uma mudez causada
que é pior que uma faca afiada!

Não tenho medo da muda ou do breu
O silêncio é que traz medrica profunda.
E quando a muda virar planta viçosa,
mudo ficarei eu.

2 comentários:

  1. Excelente, o humor e a verve poética em relação a este tipo de atitude em certas pessoas.

    Parabenizo o autor Oto Sales.

    ResponderExcluir