Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

sexta-feira

Entrevista com ROBERTO SEIXAS

Um verdadeiro artista, acredito, sente-se imbuído da missão de comunicar sua arte. E esta missão é encarada com humildade em toda a sua trajetória, pois sabe quem é e a sua importância, sem necessidade de se sentir superior ou jactar superioridade o que, na verdade, esconde insegurança. É por isso, que tenho em alta conta meu amigo ROBERTO SEIXAS, um artista que faz um trabalho sensacional como cover de RAUL SEIXAS e também através de sua própria arte, e não obstante é um artista acessível que nunca deixa de se comunicar com seu público e em sua humildade – marca do verdadeiro artista – sempre trata todos os fãs como amigos e que honra a todos nós abrindo a “ PANACÉIA DAS ENTREVISTAS”. Com vocês, ROBERTO SEIXAS

A PANACÉIA ESSENCIAL - Falemos de processo artístico, ideologia e composição. No que sua obra artística tem influência de Raul Seixas e em qual característica se diferencia dela?

ROBERTO SEIXAS: Bem, em termos de IDEOLOGIA, em tudo, ok. Mas, a minha música foi classificada como ROCK RURAL AMERICANO, talvez pode ser a diferença, mas, são os fãs que determinam isto, entendeu? São eles que irão determinar qual a linha, porque, para mim, é uma coisa a partir do momento que você grava uma música ou um CD ele passa a ser PÚBLICO e não seu, entendeu? Mas, penso que as demais respostas estão na pergunta abaixo, ok?

APE - Como todo artista, você possui influências das informações que recebe e processa em arte segundo sua ótica, dito isto, quais são, além de Raul, as outras influências que fazem parte do trabalho do Roberto?

RS: Bem, acredito eu que, como todo artista, buscamos na música as nossas informações para criarmos, compor, ou seja, ouço de tudo entendeu? Mas, as minhas influências musicais são: BUDDY GUY (meu ídolo maior na música, bluesman); JOHN FOGERTY (ex-Creedence ); ELVIS ( como intérprete e performance no palco ) etc. Agora, no Brasil que tanto amo, tenho o meu amigo BELCHIOR ( pra caramba, viu? ); ZÉ GERALDO, DENY&DINO(aonde em 75 quis formar uma dupla cover deles, é mole, lembra-se de CORUJA!!!), mas, cresci ouvindo ROBERTO CARLOS, ERASMO CARLOS ( este é Rocker puro ) entre outros amigos, tipo PAULÃO ( banda “AS VELHAS VIRGENS” o qual dividiu o vocal em uma música minha chamada "Mr. Boom da canção" ), meu brother Johnny Boy ( o qual tive o privilégio e prazer de grava-lo em meu último CD ); enfim, vários amigos músicos que muito me influenciaram, ok? Bem, além do meu GRANDE IRMÃO, MESTRE ESPIRITUAL E IDEOLÓGICO RAUL SEIXAS.

APE - Fale-nos sobre seu último trabalho e o que pretende transmitir através dele.

RS: Pois é, como falei, quando criamos algo, quando compomos um CD, esperamos que ele seja bem aceito pelo público, que aquilo que escrevemos seja compreendido, entendeu? Por exemplo: Na música “MR BOOM DA CANÇÃO” (ouvi-la no meu www.myspace.com/robertoseixas ) aonde tenho o prazer e privilégio de dividir o vocal desta música com meu brother PAULÃO ( banda “AS VELHAS VIRGENS” ) é um pouco de tudo aquilo que estamos atravessando no cenário musical, ou seja, caraca, você perde espaço para uma coisa chamada CRÉUU entre outras bicho, porra, tantas bandas boas por aí e que não tem espaço assim como eu de mostrar uma boa música, cara, é triste ver uma merda desta tocando em todo lugar, e tem gente que contrata, entendeu? Como diz Raulzito:" FALTA DE CULTURA PRA CUSPIR NA ESTRUTURA "

APE - Seu show é muito intenso, bastante emocional para os fãs de Raul Seixas. Para você, em cima do palco, qual é o sentimento? Existe alguma canção que te provoca a catarse, o ápice, tipo: "Atingi o meu objetivo, o público está na sintonia!"?

RS: Brother, quando estou em cima do palco, não procuro imitar Raulzito como tantos outros por ai, penso que o público está carente de um bom show, de um ótimo espetáculo, eu sou um artista, procuro cantar, claro, além de Raulzito, algumas coisas diferentes em meus shows, como te falei eu tenho ELVIS como um grande intérprete e postura de palco incrível, entendeu? Tenho num Buddy Guy uma interpretação fantástica e carismática com o público, então, procuro UNIR ESSES DOIS em cima dos palcos e passar para o público carente de espetáculo, entendeu, não sou um artista estátuas boys, penso que é isto que me diferenciou dos demais. Porém, quando interpreto AVE MARIA DA RUA ( de Raulzito ) acredito que aí sim, claro, quando consigo canta-la bem, pois, é muito difícil interpretá-la, entendeu, isso lá pela quinta música do show, aí sim, sinto que de fato atingi o meu objetivo junto ao público, é uma sintonia só.

APE - Você conheceu Raul? Nos transmita sua impressão pessoal dele. Fico curioso em saber se ele era, de fato, alguém que valorizava os fãs, as pessoas em geral, ou se não, se era arrogante nesse sentido.

RS : Brother, infelizmente não conheci Raulzito de perto, não que isto não fosse possível, pois, na época em que ainda vivo, o Sylvio Passos ( pres. do Raul Rock Club ) quis me levar várias vezes até a casa de Raulzito, mas preferi que não, entendeu, ( algo pessoal ) mesmo sabendo depois que Raulzito aprovava meu trabalho como único sósia dele, entendeu, e também sabedor que ele ( Raulzito ) queira subir no palco comigo para saber o que os fãs iriam achar, entendeu, penso que devido a tudo isto sobre Raulzito gostar de Roberto Seixas, é que a família em 1991 me deu uma AUTORIZAÇÃO E RECONHECEU EM CARTÓRIO O MEU SOBRENOME SEIXAS. Quanto aos fãs, na verdade Raulzito amava e muito,entendeu, porém posso te garantir que naquela época Raulzito era mais povão, entendeu, tipo parar num boteco qualquer, sentar e ficar tomando umas e outras como mais simples possível. Ele dividia, de fato, que tinha, entendeu, sempre foi e sempre será muito humano esse MOLEQUE MARAVILHOSO chamado RAUL SEIXAS!

APE - Seria interessante saber de você, sua opinião sobre Paulo Coelho. O que você pensa dele?

RS: Bem, penso o seguinte: É muito fácil você tecer criticas a uma pessoa sem conhece-la de perto, entendeu, penso que os mais íntimos TIPO RAUL SEIXAS e alguns que, de fato, conviveram com ele p dia a dia é que poderiam falar algo, tá certo? Porque todos nós temos os nossos defeitos e acertos, PAULO COELHO também tem os deles assim como tenho os meus,mas, não posso falar algo contra ele, sem conhecê-lo de perto, ok, se ele está aí fazendo hoje tudo isto, é porque tem seus méritos, tá certo? Outro exemplo: MARCELO NOVA que também é criticado, ok, mas por quê? Se a maioria das parcerias tem seus prós e contra!!! Aliás, o próprio Raulzito já disse isto em sua musica: "É sempre mais fácil achar que a culpa é dos outros, evita um aperto de mão de um possível aliado"( na música “Por quem os sinos dobram” ).

APE - Gostaria de agradecer, e muito, por esta entrevista ao caro amigo Roberto Seixas! E, pedir que deixe uma mensagem aos visitantes da Panacéia Essencial.

RS: Olha,sou eu quem agradece,viu, é sempre um prazer poder falar um pouco de ROBERTO SEIXAS, deixo aqui um grande abraço a minha querida IBIÚNA, tá certo, que sempre me recebeu bem e aonde tenho muitos amigos. Mas, ao deixar esta mensagem a seu pedido, quero mais uma vez me utilizar de Raul, porque penso que esta música diz tudo sobre esta entrevista também ( “Por quem os sinos dobram” ):

"NUNCA SE VENCE UMA GUERRA LUTANDO SOZINHO, VOCÊ SABE QUE A GENTE PRECISA ENTRAR EM CONTATO"

Porém, uma frase da Sociedade Alternativa para você e a todos que assim crer:

SUCESSO É A SUA PROVA, então que assim seja!

ROBERTO SEIXAS

3 comentários:

  1. Excelente entrevista. Parabéns a Roberto Seixas pela humildade e integridade artística, e parabéns ao Panacéia Essencial pelo material de qualidade que tem trazido a público.

    ResponderExcluir
  2. Grande Roberto Seixas, Grande Paulo e Grande Panaceia Essencial... A iniciativa está ótima e com muita informação interessante... Sucesso e parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  3. Adoro demais o trabalho do Roberto! Acompanho sempre q posso! Ótima a entrevista, perguntas bem formuladas e q fogem daquela rotina de respostas q todo artista está cansado de dar.
    Não deixem de ouvir e prestigiar o som do Roberto, pois ele mantém a obra de Raulzito viva de maneira íntegra e sem artificialidade!
    Parabéns a vocês pela entrevista!!

    ResponderExcluir