Panacéia dos Amigos

VISITAÇÃO

segunda-feira

Watchmen

 
Watchmen! Tudo o que você deve saber sobre Watchmen é que se ainda não leu, deve ler. Seja para amar ou para odiar, não importa! Você deve passar por esta experiência. Passagem obrigatória em qualquer rito de iniciação de HQs. Dito isto, certamente estou colocando bem a importância da obra. Inteligente, rica em elementos complexos minuciosa e ardilosamente manipuladas por Alan Moore, talvez o maior escritor de todos os tempos das HQs.

Em informação de registro propriamente digamos assim: Watchmen (palavra em inglês que significa "vigilantes") é uma série de história em quadrinhos escrita pelo genial Alan Moore e ilustrada por Dave Gibbons, publicada originalmente em 12 edições mensais pela editora norte-americana DC Comics entre 1986 e 1987.  Esta obra é, ainda hoje, considerada um marco importante dos quadrinhos. Colocada no contexto dos quadrinhos da década de 1980, juntamente com O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller e Maus de Art Spiegelman, uma das obras responsáveis por despertar o interesse do público adulto para um formato até então considerado infantil.

A série recebeu vários prêmios Kirby e Eisner, além de uma honraria especial no Prêmio Hugo (Um dos maiores prêmios de ficção cientifica, Watchmen foi a única graphic novel a conseguir tal feito). Watchmen também é a única história em quadrinhos presente na lista dos 100 melhores romances eleitos pela revista Time desde 1923.  Essencialmente, Watchmen é um drama de crime e aventura que incorpora temas e referências relacionados à filosofia, ética, moral, cultura popular, história, artes e ciência.


A trama principal trata dos desdobramentos de uma conspiração revelada pela investigação do assassinato do homem de negócios Edward Blake, logo revelado como sendo o vigilante mascarado conhecido como Comediante. Tal assassinato chama a atenção de Rorscharch, o qual passará toda a primeira metade da trama entrando em contato com seus antigos companheiros em busca de pistas, considerando praticamente todos como possíveis suspeitos. Em torno desta história giram várias tramas menores que exploram a natureza humana e as diferentes interpretações de cada pessoa para os conflitos do bem contra o mal, através das histórias pessoais e relacionamentos dos personagens principais.


Em verdade, a obra questiona o próprio conceito do “super – herói”. O único e real superser da trama, o Dr. Manhattan, mudou o mundo graças a existência de seus poderes:Richard Nixon conduziu os EUA à vitória na Guerra do Vietnã. A ciência deste mundo é muito mais avançada do que a do nosso, demonstrando que a existência de super-seres não poderia deixar o mundo da mesma maneira, já que, à rigor, seus poderes quebram todas as regras que conhecemos sobre a realidade.

Seus personagens não são palátaveis. Nada em Watchmen é fácilmente assimilável. Se você leu e considerou simples, leia de novo! Provavelmente, você não entendeu algo. De fato, até hoje. Recentemente numa releitura, uma única palavra revelou todo um conceito que eu não tinha como saber na época, afinal, não havia lido a respeito. Fantástico.

Portanto, leia e releia. Watchmen possui almagamadas tantas referências culturais que certamente a cada leitura novas surpresas irão se revelar..

Nenhum comentário:

Postar um comentário